Quilos Mortais

A gordofobia existe e está presente nos mínimos detalhes do nosso dia a dia, escolas, mercado de trabalho, e principalmente nos veículos midiáticos, onde a liberdade é muito maior e possível que ameaças ou ofensas sejam feitas anonimamente , facilitando a propagação de discurso de ódio.

Em “Quilos Mortais- Como eles estão agora?” muitos pacientes declararam que antes de terem feito a cirurgia sofriam com o preconceito de outras pessoas, e as vezes até pelos familiares por dizerem que estão nessa situação por querer ou apenas por descuido.

A rejeição que desencadeia outros transtornos

Grandes empresas tem um padrão a ser seguido pelos seus funcionários para que assim a “estética” da empresa seja sempre bem vista pelos seus clientes, dentre algumas dessas regras, algumas empresas não aceitam pessoas acima do peso, gerando a sensação de inutilidade por aquele que disputava a vaga e foi desclassificado por conta do seu peso.

Essa rejeição e sentimento de inutilidade faz com que a pessoa desclassificada possa desenvolver alguns outros transtornos psicológicos, tais como: ansiedade e obsessão por comer ou desejo de sempre se sentir satisfeito, completo, e consequentemente feliz, desenfreadamente isso se torna um problema a longo prazo que por sorte não é irreversível em alguns casos.

Trezentos e sessenta quilos de desespero

Quilos Mortais

É o caso da maioria dos pacientes que procuram o Dr. Younan Nowzaradan, cirurgião bariátrico de “Quilos Mortais”, quando as balanças convencionais já atingem seu limite e ainda assim não mostram o peso real de cada paciente, é a ele que eles recorrem. Dr. Now como é conhecido já atendeu paciente que chegou até quinhentos e sessenta quilos.

Quando um paciente não consegue mais sair da cama por anos, depende inteiramente de outros para sua higiene, alimentação e principalmente locomoção que nem é possível em todos os casos, o que acontece é o desespero bater, e é quando as pessoas finalmente reconhece que algo está errado e necessita de ajuda, infelizmente algumas pessoas não tem a mesma sorte.

Etapas para voltar a viver

O Dr. Now exige que seus pacientes entrem em uma faixa de peso para que ele possa realizar a cirurgia bariátrica sem riscos, essa etapa sem dúvidas é a mais complicada para os pacientes, pois ambos querem pressa pra voltar a vida de antes e serem novamente independentes. Quando alcançada a meta dos 270 quilos, é possível realizar a cirurgia.

Mas como todo processo, exige tempo e paciência, é necessário se recuperar do pós operatório e depois de toda cicatrização, entrar novamente no processo de emagrecimento para a cirurgia plástica, e remoção de todo o excesso de peles que se torna outro problema para os pacientes.

 Considerações Finais

O intervalo de uma cirurgia para outra, os excessos de pele, as drásticas restrições alimentares, o orgulho deixado de lado para receber a ajuda necessária para continuar vivendo, as ofensas nas escolas e rejeições no mercado de trabalho, são a resistência e o caminho que muitos pacientes passam até a cirurgia ou até mesmo o que leva a elas.